• Imagem Carrinho Vazio Seu Carrinho Está Vazio

  • Botão Fan Page Facebook

Entre a Paróquia e a Corte

Os mediadores e as estratégias familiares da elite política do Rio Grande do Sul (1850-1889)

Versão Impressa

Disponível: Em estoque

R$40,00

Descrição Rápida

Este livro percorre um caminho diferente: como uma elite politicamente periférica e com uma economia voltada basicamente para o mercado interno agiu para aproximar-se do mundo da Corte, participar do seu governo e dele obter favores e vantagens?

Mais Imagens

Detalhes

Entre 1868 e 1889, período principal desta análise, 34 homens ocuparam os cargos de deputado geral, senador, ministro e conselheiro de Estado pelo Rio Grande do Sul. Pouco se sabe sobre eles, de como conquistaram estes altos postos de comando, do que definia o sucesso e o fracasso neste custoso empreendimento e o que os diferenciava e assemelhava às outras elites políticas do Império. Membros de ricas e nobilitadas famílias rio-grandenses, eram a elas que os mesmos deviam o seu sucesso na política. O esforço em construir as suas trajetórias e redes de relações e a tentativa de compreender o seu comportamento social nos ajudou a relativizar muitas das interpretações clássicas sobre o “sistema político imperial” – este gigante aparentemente tão conhecido por fora, mas pouco observado por dentro.

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Título Entre a Paróquia e a Corte
Subtítulo Os mediadores e as estratégias familiares da elite política do Rio Grande do Sul (1850-1889)
Autor(es) Jonas Moreira Vargas
Editora/Selo Editora UFSM
Assunto Principal Política, Elites políticas, Igreja, História política, Rio Grande do Sul, 1868-1889
Assunto Secundário Não
Origem do Livro (Nacional/Importado) Nacional
Coleção Não
Número de Páginas 294 Pág.
Número da Edição
Ano da Edição 2010
ISBN 9788573911374
Código de Barras 9788573911374
Faixa Etária Graduação, pós graduação e outros.
Idioma Português
Número do Volume ou Tomo 1
Classificação Fiscal (ncm) 49019900

Apresentação / 09

Prefácio / 13

Introdução / 17

 

1 “Um topo... vários caminhos”: carreiras políticas entre a paróquia e a Corte

1.1 O Militar e o Bacharel (parte I): notas iniciais sobre a elite política rio-grandense

1.2 O poder da pena... e a força da espada: um perfi l sócio-político dos ministros, senadores e deputados gerais

1.3 Os primeiros passos de uma curta carreira: os deputados provinciais

1.4 Um negócio entre famílias: as ligações parentais entre os mediadores políticos

1.5 Um pedaço do Império: peculiaridades de uma província de cavaleiros

 

2 “Os políticos de aldeia”: eleições, negociações e práticas políticas nas paróquias

2.1 O minotauro paroquial: os estancieiros, a Guarda Nacional e o seu papel no controle social

2.2 O espetáculo de um pandemônio: as eleições imperiais e seus diferentes protagonistas

2.3 Das cartas do Barão ao diário de um deputado: as negociações entre os candidatos e os eleitores

2.4 “Vítimas ou Algozes”: a tentativa de burocratização dos pleitos

2.5 A mexeriquice de aldeia: as elites políticas e suas relações com os homens livres pobres

2.6 Um cavaleiro na Corte do Imperador: a trajetória de Osório e sua aproximação com os populares

 

3 “Em nome do pai, do fi lho e dos cunhados...”: disputas políticas e estratégias familiares entre a estância e o parlamento

3.1 A nobreza da guerra: um perfi l socioeconômico e político das famílias nobres do Rio Grande do Sul imperial

3.2 Severinos, Vitorinos, Bentos e outros mais...: as estratégias familiares e políticas dos Ribeiro de Almeida

3.3 Para sustentar os viciosos divertimentos do Doutor: um mediador político entre a paróquia e a Corte

3.4 O voto em família: os Ribeiro de Almeida, os Nunes de Miranda e outros senhores anônimos

3.5 O Bacharel e o Militar (parte II): por um modelo de estratégia política

3.6 O círculo dos grandes: o mundo político da Corte e seus protagonistas

 

Conclusão

Principais Obras Utilizadas na Coleta de Informações

Bibliografia

Anexo