Seja bem-vindo à Editora UFSM!

Identidade e Interculturalidade

Este livro trata o Barroco Missioneiro sob o ponto de vista histórico, sem deixar de relacionar com as mentalidades que compuseram aquele processo histórico.
Livro Impresso
R$45,00
R$45,00
Descrição
A fusão entre os guaranis e os jesuítas teve, na fé, a mesma experiência (lutas contra os bandeirantes), a cumplicidade histórica. Os aspectos políticos do que foi o "Estado" jesuítico e a competente descrição da vida missioneira enriqueceu o texto. Constitui uma forte colaboração para a historiografia, pois seu peso está nas fontes pesquisadas em arquivos ibéricos. A narrativa sobre o Barroco no Brasil e nas Missões dá ao leitor a visão conjuntural estética tão necessária para o entendimento da visão estrutural histórica. Sua leitura é recomendada para todos aqueles que se interessam em conhecer a História das Missões Guaraníticas e para outros que buscam no Barroco o entendimento humanista dos séculos XVII e XVIII.
Informação Adicional
Título Identidade e Interculturalidade
Subtítulo História e Arte Guarani
Autor(es) Marilda Oliveira de Oliveira
Editora/Selo Editora UFSM
Assunto Principal Antropologia cultural, índios brasileiros, índios guaranis, história, arte indígena
Assunto Secundário Não
Origem do Livro Nacional
Coleção Não
Número de Páginas 280 Pág.
Número da Edição 2ª edição revista e ampliada
Ano da Edição 2013
ISBN 9788573911923
Código de Barras 9788573911923
Faixa Etária Graduação, Pós-Graduação e outros.
Idioma Português
Número do Volume ou Tomo Único
Classificação Fiscal (NCM) 49019900
Sumário

Prefácio

Apresentação

Introdução

1 Os Guaranis

1.1 Quem eram e como viviam antes da chegada dos jesuítas

1.2 A situação do guarani ao entrar em contato com o europeu

2 Os Jesuítas

2.1 Os jesuítas e a Companhia de Jesus

2.2 O projeto jesuítico

2.3 A chegada dos jesuítas, em 1609, ao território guarani

2.3.1 O idioma

2.3.2 Outros métodos utilizados para atrair o indígena

2.3.3 A profecia

3 A Fusão

3.1 Projeto e realidade

3.1.1 As primeiras fundações

3.1.2 A ação dos bandeirantes

3.1.3 Relação entre as reduções e a coroa espanhola

3.2 A res publica guarani

3.2.1 O aspecto dos povoados e sua descrição

3.2.2 Localização geográfica

3.2.3 As cidades guaranis em relação ao modelo colonial hispano-americano

3.2.4 As fontes de inspiração e o modelo político da res publica guarani

3.2.5 O governo político

3.2.6 O governo religioso

3.2.7 A estrita disciplina, os castigos, juízes e os pleitos

3.2.8 A organização militar

3.3 O cotidiano

3.3.1 A família

3.3.2 O vestuário

3.3.3 Os hospitais e asilos, funerais e cemitérios

3.3.4 A educação das crianças

3.3.5 A agricultura e o cultivo da erva-mate

3.3.6 A pecuária

3.3.7 O artesanato, a indústria e a imprensa

3.3.8 A economia: propriedade privada e coletiva

3.3.9 O trabalho, a distribuição da renda e o comércio

3.3.10 A vida social

3.3.11 As artes, a música, a dança e o teatro

4 O Barroco Missioneiro

4.1 O ambiente

4.1.1 O barroco brasileiro

4.2 O Barroco Missioneiro

4.2.1 A madeira e sua utilização

4.2.2 Técnicas de construção 

4.2.3 As reduções de guaranis

4.2.4 Arquitetura, escultura e pintura missioneira

4.2.4.1 Arquitetos missioneiros

4.2.5 A Gravura missioneira

4.2.6 Análise da redução de San Miguel

4.2.6.1 Arquitetura de San Miguel

4.2.6.2 Escultura de San Miguel

4.2.6.3 Limpeza e conservação da redução de San Miguel

4.2.6.4 O estado atual de San Miguel

5 O Final do experimento

5.1 O Tratado de Limites de 1750

5.2 A expulsão dos jesuítas

5.3 Arrematando a experiência

 

Anexos 

Referências bibliográficas

Carregando...